Um Misterioso Dia

Jesus O Rei do Universo Infinito

Jesus O Rei do Universo Infinito
Yeshua O Salvador Jesus Cristo Nosso Senhor

Jesus Cristo O Supremo Poder Singular

Jesus Cristo O Supremo Poder Singular

Um Misterioso Dia

A Verdade Absoluta

O Apocalípse de Jesus

O Apocalípse de Jesus

Jesus Yeshua Nosso Eterno Senhor e Salvador

Jesus Yeshua Nosso Eterno Senhor e Salvador
Todo Olho Verá...Todo Ouvido


A Segunda Vinda do "Senhor"

Qual a verdade ou falsidade sobre as profecias que anunciam o retorno de Cristo? Como devemos
considerar esse tema ao mesmo tempo apaixonante e complexo? E os profetas atuais, qual sua importância e papel? E como separar fatos de especulações? Será mesmo que o mundo irá se acabar em 2012? Afinal, que temos a ver com tudo isso e o que podemos fazer independente de seu cumprimento ou não? Vamos Refletir Juntos
Não sei se ainda me surpreendo com a capacidade do homem de iludir-se e iludir os outros. Acho que já a perdi. Não me espanto mais. Tornou-se algo comum ver pessoas de bem, inteligentes e capacitadas regressarem a níveis primitivos de infantilidade, imbecilidade e ingenuidade. Falo tanto dos que arriscam seus empregos e credibilidade ao sairem pregando profecias absurdas, quanto daqueles que acreditam nelas. E por que absurdas? Porque o sujeito promete, marca a data, nada se cumpre e ele sai incólume. Obviamente, ele sempre tem uma desculpa para o seu ‘equívoco’. Às vezes tem várias: é o “pessoal” que mudou de ideia; é ele que “não entendeu bem a profecia”; é que está faltando algo que ele “precisa terminar”. E o sujeito continua falando as mesmas bobagens em congressos, reuniões, revistas e programas, como se nada tivesse acontecido. Dizem os tais profetas que não teriam motivos para mentir. Que isso está sendo uma provação também pra eles. E com isso sensibilizam os outros com seu melodrama. Na verdade, estão apenas usando uma estratégia de convencimento conhecida e amplamente usada por mágicos, hipnólogos e marqueteiros. Ou seja, ativam sua emoção, de forma a enfraquercer sua razão. Isso evita que sejam percebidas suas incoerências, absurdos e mentiras.

Primeiramente, nenhuma profecia é clara e nada do que se diz numa profecia acontece exatamente do jeito que está descrito. Foi assim com as profecias dos profetas judeus, foi assim com as profecias de João e Nostradamus. Além disso, interpretar uma profecia é algo extramamente Complexo principalmente se ela tiver sido escrita na antiguidade. Ora, peguemos o exemplo de
Jesus. Por que os Judeus não creram que Ele Foi O Messias
rometido? Certamente porque ao
comparar a história de Jesus com o que diziam os profetas, perceberam que não era a mesma
coisa. Ou seja, só há três possibilidades: ou Jesus não é o messias, ou os profetas erraram, ou a
interpretação está errada. Obviamente, os judeus preferiram ficar com a primeira. Os cristãos
com a terceira. Ou seja, não desautorizaram os profetas - porque aí seria negar a divindade de
Jesus. Mas preferiram interpretar as profecias, buscando encontrar elementos que confirmassem
a tese de que Jesus era, de fato, o messias anunciado. Obviamente que algumas coisas ficaram de
fora  as que não confirmaram a tese. Mas as que confirmaram, foram relevadas ao máximo.
Mas, os judeus preferiram seguir outro caminho. Continue Lendo em:

https://sites.google.com/site/opoderuniversal/a-nova-era-de-amor

Nenhum comentário: